Veja quais cidades mais geraram emprego no Brasil em 2019

As cidades que mais geraram emprego no Brasil em 2019 são aquelas que tiveram um saldo maior de vagas com carteira assinada em relação ao número de desligamentos.

Buscar um município que gera emprego pode ser uma maneira de tentar sair da crise ou de se recolocar no trabalho. Segundo levantamento do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em julho de 2019 o índice de desemprego no país era de 12%, o que representa um total de 12, 8 milhões de pessoas. Sendo assim, os setores ainda têm muito o que avançar para dar fim ao recesso.

Embora o país enfrente uma enorme fragilidade econômica, ver o crescimento de empregos formais de algumas cidades pode deixar a população mais otimista. No entanto, esse pode ser o esboço de uma recuperação econômica, embora que ainda um pouco tímida, mas que demonstra o aquecimento para certos setores em alguns municípios do país.

A seguir, você verá as dez cidades que mais geraram emprego no Brasil em 2019.

Cidades que mais geraram emprego em 2019

Embora o Brasil ainda tenha um alto número de pessoas desempregadas, algumas cidades alavancaram a geração de novas vagas. De acordo com os dados levantados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), no período de janeiro a julho, São Paulo lidera a lista dos municípios com mais criações de empregos.

Veja a seguir quais as 10 das cidades que mais geraram emprego em 2019:

  • 1º São Paulo (SP) – 50.251 novos empregos;
  • 2º Curitiba (PR) – 15.632 novos empregos;
  • 3º Brasilia (DF) – 14.884 novos empregos;
  • 4º Belo Horizonte (MG) – 13.824 novos empregos;
  • 5º Manaus (AM) – 7.092 novos empregos;
  • 6º Joinville (SC) – 7.084 novos empregos;
  • 7º Dourados (MS) – 5.807 novos empregos;
  • 8º Santa Cruz do Sul (RS) – 4.370 novos empregos;
  • 9º Sao Luis (MA) – 4.356 novos empregos;
  • 10º Franca (SP) – 4.249 novos empregos.

Saiba mais sobre estas cidades

1- São Paulo (SP)

São Paulo está no topo da lista como a cidade que mais gerou emprego com carteira assinada no ano de 2019. Ao todo foram 50.251 postos de trabalho. A capital do Estado é conhecida como a cidade das oportunidades e é também a capital mais rica do país e uma potência econômica e cultural.

2- Curitiba (PR)

O aumento da geração de empregos na capital paranaense, que em sete meses já supera o total de 2018, é impulsionado pelo setor de serviços, responsável por 15.632 vagas geradas neste período.

Curitiba é a oitava cidade mais populosa do Brasil e foi uma cidade que ficou famosa pelas inovações urbanísticas. No bairro da Cidade Industrial estão instaladas as montadoras de duas importantes indústrias automobilísticas: Renault e Volkswagen.

3- Brasília (DF)

Em terceiro lugar na lista está a capital federal do Brasil, que em sete meses gerou 14.884 novos empregos. Brasília foi considerada patrimônio histórico cultural pela Unesco e é bastante valorizada pelo turismo cívico.

4- Belo Horizonte (MG)

Logo após a capital federal do Brasil está a capital do Estado de Minas Gerais. Belo Horizonte gerou 13.824 novos empregos nesse primeiro semestre.

É sexto município brasileiro com maior número de habitantes e uma das capitais mais arborizadas do país. É muito forte na agropecuária e nos produtos do setor agrícola.

5- Manaus (AM)

A capital do Amazonas é a cidade mais populosa do Estado e de toda Amazônia. O município de Manaus gerou 7.092 novos empregos.

Além de ser uma grande cidade, Manaus também é um dos maiores destinos turísticos no Brasil.

6-Joinville (SC)

Joinville aparece na lista como a sexta cidade que mais gerou emprego no Brasil. Foram 7.084 novos empregos fazendo com que seja a primeira cidade que não é uma capital a estar na lista dos dez municípios que mais gerou emprego no país.

Em número de habitantes, perde somente para Porto Alegre e Curitiba, sendo a terceira cidade mais populosa da região Sul. O setor da indústria é muito forte nesse município, uma fábrica muito conhecida de lá é a Tigre.

7- Dourados (MS)

O município de Dourados está localizado na região Centro-Oeste e ocupa a sétima vaga com a geração de 5.807 novos empregos. É a primeira cidade com o menor número de habitantes a ocupar uma vaga entre as dez cidades que mais geraram emprego no Brasil no primeiro semestre de 2019.

O município é um grande polo de educação do estado do Mato Grosso do Sul, tendo como principais instituições a Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul e o Centro Universitário da Grande Dourados (UNIGRAN). Desse modo, oferece boas opções para o ensino médio, superior e técnico.

8- Santa Cruz (RS)

É o primeiro município do Rio Grande do Sul que está entre os dez maiores geradores de emprego no primeiro semestre de 2019.

Foram 4.370 novos empregos gerados nesse período. Sua economia está historicamente ligada ao tabaco, sendo considerada a capital brasileira do fumo. Assim como Joinville, tem uma forte colonização alemã.

9- São Luis (MA)

O município de São Luis é também a capital do Maranhão, aparece na nona posição com a criação de 4.356 novos empregos nesse primeiro semestre.

É a única cidade no Brasil fundada por franceses e posteriormente colonizada por portugueses. É o município mais populoso do Estado e tem como ponto econômico forte a indústria.

10- Franca (SP)

A décima colocação no ranking é ocupada pelo município de Franca, localizada no interior do Estado de São Paulo. Nesse município, foram gerados 4.249 novos empregos.

O grande destaque econômico desse município é a agricultura, o município de Franca é um dos maiores produtores de café do Brasil devido ao clima propício para o cultivo e produção de grãos de qualidade.

Qual setor mais empregou e qual desempregou

De acordo com o Caged, o setor que sofreu maior perda de trabalhadores foi o do comércio e o que mais empregou foi o setor de serviços. Fator que pode ser preocupante, mesmo com o crescimento de outros setores. Pois o comércio é o setor que geralmente mais emprega e garante vagas de forma imediata, sem a exigência de curso superior. Isso pode ser o demonstrativo da perda do poder de compra do brasileiro.

Embora pareça um aquecimento de certos setores e indicativo de crescimento econômico, ainda é importante ter calma, pois o país ainda enfrenta uma forte recessão econômica.

De acordo com o saldo divulgado pelo Caged, o Brasil ainda está atrás em relação ao mesmo período do ano passado na abertura de empregos celetistas. De acordo com a síntese de emprego formal, o déficit ainda é de -3.499 em relação a julho de 2018. Sendo o setor do comércio o que mais desempregou.

O total de trabalhadores que perderam a vaga nesse setor foi de 2.316.077, que representa um saldo negativo de -83.544.

O mais curioso ainda para esses dados dentre as cidades que mais geraram emprego no Brasil em 2019, é que as primeiras cinco posições são ocupadas por capitais e cidades populosas situadas em Estados ricos. Desse modo, grande parte das riquezas produzidas nessas cidades são frutos da tradição econômica que sustenta cada uma delas, sendo a maioria delas do ramo da indústria.

Agora que você tem um panorama das cidades que mais geraram emprego no Brasil em 2019, ficou mais fácil de entender como é calculado o saldo da geração de vagas formais para empregos celetistas. Vale lembrar que esse ranking é bem dinâmico, portanto, pode alterar no final do segundo semestre de 2019 ou no início do ano de 2020.

Se você gostou desse assunto e tem interesse em buscar mais informações sobre educação, mercado de trabalho e curiosidades, não deixe de acessar o blog Vai de Bolsa.