Confira 9 opções de cursos para quem gosta de ler

Esse artigo é para aquelas pessoas que estão sempre com livros nas mãos e que buscam aliar esse amor pela leitura com a vida estudantil e profissional. Se você se encaixa neste perfil, já deve estar em busca de opções de graduações para quem gosta de ler, não é mesmo?

É claro que todo aluno que cursa uma faculdade, independentemente da área, precisa se dedicar a leituras e estudos teóricos. 

No entanto, determinados cursos exigem que a leitura seja parte fundamental da rotina universitária e, é claro, da carreira profissional.

Se você é apaixonado por livros e quer aliar esse gosto a sua carreira, acompanhe este artigo e conheça os principais cursos para quem gosta de ler.

E mais: confira quais desses cursos oferecem os modelos de educação presencial ou à distância e como está o mercado para esses profissionais.

9 cursos de graduação para quem gosta de ler

1. Artes Cênicas

O curso de graduação em artes cênicas possui graus de licenciatura e bacharelado e trabalha o desenvolvimento de técnicas para a criação, direção, montagem e interpretação cênicas.

Na grade curricular estão disciplinas teóricas como História, Literatura, Sociologia, Filosofia e Teatro. Essa base faz do curso um dos mais indicados para quem gosta de ler.

Além da teoria, o estudante também faz aulas práticas de técnica de voz, caracterização de figurino e maquiagem, expressão corporal, entre outras. 

O curso de artes cênicas é oferecido tanto na rede pública como privada de ensino e pode ser feito no modelo presencial ou à distância.

O profissional graduado em artes cênicas está capacitado para trabalhar como:

  • Ator;
  • Diretor;
  • Cenógrafo;
  • Crítico de arte;
  • Dublador;
  • Professor;
  • Produtor;
  • Dramaturgo, entre outros.

Com vasto campo de trabalho, o profissional pode atuar em diversas frentes como teatro, televisão, cinema e publicidade. Consequentemente, o salário é bastante variado.

Segundo o Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do Estado de São Paulo, o salário inicial de um profissional de artes cênicas é de R$2.734,53. 

2.  Biblioteconomia

Bibliotecas costumam ser consideradas verdadeiros templos para quem é apaixonado por livros. E que tal unir essa paixão a sua formação profissional?

Na lista de cursos para quem gosta de ler, a graduação em Biblioteconomia não poderia ficar de fora.

Com habilitações em bacharelado e licenciatura, o curso pode ser feito em uma faculdade EaD ou presencial.

E entre as principais disciplinas do curso estão Línguas, História da Cultura e da Comunicação, Linguagem Verbal nos Meios de Comunicação, Linguagens Documentárias, entre outros.

Quem quer seguir a carreira como bibliotecário pode trabalhar em diversas frentes, como:

  • Acervos;
  • Associações;
  • Bibliotecas;
  • Centros Culturais;
  • Centros de Pesquisa;
  • Editoras;
  • Emissoras de Televisão e Rádio;
  • Escolas;
  • Escritórios de Advocacia;
  • Museus;
  • ONGs;
  • Portais e provedores Internet.

Esse profissional tem como função gerenciar informações, criar e manter arquivos, além de catalogar documentos e auxiliar outras pessoas a terem acesso a esses materiais.

O salário inicial de um bibliotecário é de aproximadamente R$1.500, enquanto a média nacional é de R$ 2.450.

3. Ciências Sociais

O aluno do curso de Ciências Sociais se dedica ao estudo das estruturas e relações das organizações sociais, políticas, culturais e econômicas.

A graduação exige que o aluno faça estudos e pesquisas nas áreas política, econômica e social. E é por isso que configura entre os cursos mais indicados para quem gosta de ler.

Assim como os outros cursos já citados, a graduação em Ciências Sociais oferece habilitação em licenciatura e bacharelado e pode ser feita à distância ou presencialmente.

A grade curricular exige muita leitura, afinal de contas, as disciplinas bases do curso são: Antropologia, Ciências Políticas e Sociologia. 

Ao mesmo tempo, as atividades práticas também exigem do aluno muita dedicação a leitura e interpretação de dados, visto que são realizadas muitas pesquisas de campo.

Em sua maioria, os cientistas sociais trabalham nas seguintes áreas:

  • Setores específicos de Instituições públicas e privadas (educação, saúde, transporte e outros);
  • Escolas, faculdades e entidades educacionais;
  • Consultorias e assessorias especializadas;
  • Institutos de pesquisa;
  • ONGs.

O salário de um cientista social se inicia em R$1.600, podendo chegar a valores mais altos dependendo do setor público ou privado.

4. Cinema e Audiovisual

O estudante de Cinema e Audiovisual pode optar pela formação como bacharel, licenciado ou técnico.

Todas as formações podem ser feitas no formato presencial ou a distância, e estão disponíveis em todas as regiões brasileiras.

O bacharel irá atuar com técnicas relacionadas a criação e produção audiovisual: roteiro, direção, produção de figurino e cenografia, iluminação, edição, entre outros. 

Enquanto o licenciado irá lecionar a disciplina de Cinema em cursos livres ou produzir projetos audiovisuais.

Entre as principais disciplinas teóricas e práticas do curso de Cinema e Audiovisual estão:

  • Teatro;
  • Artes Visuais;
  • Música;
  • Fotografia;
  • Literatura;
  • Filosofia;
  • Ciências Sociais;
  • História;
  • Comunicação Social;
  • Teoria, História e Crítica da Linguagem e dos Conteúdos Audiovisuais;
  • Realização e Produção de Conteúdos e de Obras Audiovisuais;
  • Conceitos e Técnicas de Roteiro;
  • Som;
  • Edição e Montagem;
  • Produção e Direção;
  • Direção de Arte;
  • Animação;
  • Exibição;
  • Empreendedorismo e Mercado Audiovisual:
  • Economia e Legislação Nacional e Internacional.

Engana-se quem pensa que para se formar em Cinema é necessário apenas assistir aos filmes. É preciso ir além, e conhecer peças teatrais,críticas e ensaios.

A faixa salarial dos profissionais de Cinema e Audiovisual variam muito de acordo com a área de atuação, função e também a região do país onde trabalham. 

As cidades de São Paulo e Rio de Janeiro são as que oferecem melhores oportunidades e os maiores salários.

5. Direito

Uma das graduações mais procuradas por quem gosta de ler, o Direito é um dos cursos mais antigos e está sempre entre as vagas mais concorridas.

A formação em bacharel é oferecida em instituições públicas e privadas e nos modelos presenciais e a distância.

Na grade curricular estão disciplinas que exigem muita leitura, pesquisa e interpretação, como por exemplo:

  • Sociologia
  • Ciência Política
  • Português Jurídico
  • Psicologia Jurídica
  • Ciência Política
  • Direito Romano
  • Direito Civil
  • Direito Constitucional
  • Direito Internacional Público
  • Ética do Profissional Jurídico

Para advogar é necessário que o bacharel seja aprovado no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). 

Outros caminhos de atuação são as carreiras jurídicas, diplomáticas ou a docência.

Em todos esses casos, a leitura é fundamental e grande companheira desses profissionais.

Já os salários podem variar bastante conforme a carreira escolhida. Mas, em média, um advogado tem um salário inicial de R$ 3.352.

6. Filosofia

Entre os cursos para quem gosta de ler, a graduação em Filosofia não poderia ficar de fora.

A formação em bacharel ou licenciatura pode ser feita de modo presencial ou a distância e envolve muita leitura e análise de grandes autores.

Com estrutura curricular essencialmente teórica, o curso de Filosofia envolve história, teoria do conhecimento, filosofia da ciência, linguagem e política, além de disciplinas pedagógicas.

O curso tem como foco a formação em conhecimentos sobre ética, metafísica, epistemologia e política. Isso faz com que os graduados atuem, em sua maioria, como professores e jornalistas.

No entanto, essa formação, aliada a outra graduação, tem se tornado um grande diferencial competitivo.

A média salarial de um professor de filosofia pode variar entre R$998,00 a R$3.479,23.

7. História

Com diversas oportunidades de atuação, o profissional graduado em História precisa estar em constante contato com a leitura.

O estudante do curso de História investiga, avalia, compara e explica fatos do passado com base na leitura de documentos, registros e outras fontes de informação. 

Existem duas opções para cursar história: licenciatura, mais voltada a quem quer ministrar aulas, e bacharelado, para quem prefere atuar na área de pesquisa.

Na base curricular, o futuro historiador encontrará disciplinas como:

  • Aspectos Antropológicos e Sociológicos da Educação;
  • Didática;
  • Educação Inclusiva;
  • Filosofia da Educação;
  • Fundamentos das Ciências Sociais;
  • História Antiga e Contemporânea;
  • História da África, América e Ásia;
  • História da Idade Média ;
  • História do Brasil ;
  • História Moderna;
  • Políticas Públicas e Organização da Educação Básica;
  • Prática de Ensino em História;
  • Prática de Pesquisa em História;
  • Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem;
  • Teoria da História;
  • Teorias de Aprendizagem e outras.

A graduação pode ser feita à distância e de forma presencial.

Já as habilitações como bacharel e licenciatura oferecem uma série de opções de desenvolvimento de carreira para os historiadores, que podem atuar como:

  • Professor;
  • Pesquisador;
  • Arquivista;
  • Trabalhar em museus
  • Exercer atividades de preservação cultural e patrimonial;
  • Escrever para meios de comunicação especializados e outros.

Já a média salarial pode variar entre  R$ 1.800 a R$ 6 mil de acordo com o campo de atuação.

8. Jornalismo

O Jornalismo é um dos cursos mais buscados por quem gosta de ler. E não é por menos.

Afinal de contas, para saber contar histórias é preciso ter profundo conhecimento sobre a nossa língua e as técnicas de redação.

O curso de jornalismo possui disciplinas teóricas e práticas, que preparam o futuro profissional para atuar em diversos meios como: rádio, TV, web, impressos, assessorias e outros.

Entre as disciplinas teóricas mais conhecidas estão:

  • Teoria da Comunicação
  • Arquitetura da Informação
  • Comunicação Empresarial
  • Discursos e Processos de Comunicação
  • Cultura Brasileira e das Mídias
  • Comunicação e Política
  • História da Arte
  • Fundamentos de Economia e das Ciências Sociais
  • Psicologia da Comunicação

E nem precisa dizer o quanto a leitura está presente nos quatro anos de formação desse profissional, que pode ser feita de forma presencial e também à distância.

Quando formado, o jornalista pode atuar em:

  • Imprensa tradicional (Jornal, Rádio e TV)
  • Assessoria de Comunicação e Marketing
  • Internet 
  • Assessoria de Imprensa e Imagem
  • Gerenciamento de Crises
  • Comunicação Empresarial

E em todas essas vertentes, a leitura será sempre uma grande companheira.

Em relação a remuneração do profissional de jornalismo, os valores podem variar de acordo com o piso salarial estabelecido em cada Estado brasileiro.

9. Letras

Por último, mas não menos importante, entre os cursos para quem gosta de ler está a graduação em Letras

A formação, que pode ser como bacharel ou licenciatura e em diferentes línguas, como português, inglês, francês, espanhol, etc. Seja qual for a opção, exigirá gosto e muita dedicação pela leitura e pela escrita.

Feita de forma presencial ou a distância, a graduação possui disciplinas como:

  • Linguística;
  • Literatura;
  • Fonética e Fonologia;
  • Morfologia e Sintaxe;
  • Semântica;
  • Sociolinguística.

O profissional de Letras também pode atuar em diversas profissões como: professor, tradutor, pesquisador, redator, editor, entre outras.

Já a questão salarial pode variar de acordo com a função ocupada, mas caso o profissional seja um professor da rede pública, sua remuneração segue o piso salarial estabelecido por lei.

Agora que você conhece 9 opções de cursos para quem gosta de ler, a escolha por sua formação profissional pode ficar mais simples. 

Se você ainda tem dúvidas ou quer pesquisar mais a fundo sobre carreira e mercado de trabalho, confira outros conteúdos do blog.

Deixe um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *