Como fazer uma pesquisa científica

A pesquisa científica é uma das produções acadêmicas mais importantes. Fazer uma iniciação científica pode trazer grandes benefícios e auxiliar você na elaboração de uma boa pesquisa.

Se você não sabe como fazer, fique tranquilo, você não está só, pois essa é uma dúvida muito comum no meio acadêmico. Afinal de contas, elaborar uma pesquisa científica é um processo trabalhoso e muitas vezes pode não ser tão simples.

Se você quer saber mais sobre pesquisa científica, esse texto lhe será útil. Veja alguma dicas e sugestões para você dar continuidade aos estudos acadêmicos.

Como fazer uma pesquisa científica

Primeiramente, para elaborar uma pesquisa científica, é preciso que você tenha um objeto a ser pesquisado e estudado, ou seja, que seja substancioso para render uma boa publicação.

Dessa forma, esse será o foco do seu trabalho para fazer esse tipo de produção.

Antes de tudo, saiba que é fundamental você ter um currículo Lattes, após a publicação da sua pesquisa científica, ela irá somar no seu currículo acadêmico. Caso você não tenha, você pode efetuar o cadastro através desse link.

Para começar a produzir sua pesquisa, você deve compreender três premissas básicas:

  • 1- Conhecer bem o objeto a ser pesquisado;
  • 2- Ter acesso e dominar as amostras para a elaboração da pesquisa;
  • 3- Ter um orientador.

Existem outros pontos relevantes. Uma pesquisa científica consiste em três fases:

  • Planejamento;
  • Execução;
  • Divulgação.

Veja a seguir como é cada etapa:

Planejamento

A primeira fase da pesquisa é fundamental para a forma com que você irá trabalhar.

Essa será a hora de selecionar o material a ser trabalhado, como as leituras serão feitas, no caso, como fornecerão subsídios para o estudo.

Também é importante pensar na heurística que determinará o rumo que sua pesquisa irá tomar. Para isso, é importante você ter uma pergunta, pois é ela que irá definir o tema a ser trabalhado.

Desse modo, um bom planejamento faz com que você se ancore em uma boa base bibliográfica, fazendo com que tenha fundamentação de extrema relevância para a pesquisa, e tornando o seu projeto em um mecanismo sólido para estudos posteriores, servindo de referência para outros estudiosos.

Plano de intenção

Após definir a pergunta, é importante você traçar um plano de intenção. Isto quer dizer que a sua pesquisa chegará a algum lugar.

Por isso, o caráter de escrita de um pesquisa científica deve ser objetivo, pois ela trata de um investigação padronizada, regida e desenvolvida de acordo com normas que são prestigiadas pela ciência.

Portanto, seu trabalho precisa estar formatado às exigências dos órgãos reguladores. Para isso, é importante que você siga as normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Aqui você encontra um guia com orientações para colocar o trabalho neste padrão.

Outro ponto que deve ser levado em conta durante a fase de planejamento é o de revisão da literatura, nesse sentido, permite que você tenha um aprofundamento maior de estudo e alargar os conhecimentos que já estão internalizados.

Isso fornecerá a você outras abordagens na pesquisa. Além disso, é imprescindível que você teste os instrumentos e os procedimentos do projeto de pesquisa. Isso  fará com que você determine como você dará sequência na elaboração do trabalho, por exemplo: como você vai organizar as tabelas, questionário, entrevistas, etc.

Execução

O empenho que você dedicou ao planejamento faz com que chegue a essa parte de forma mais tranquila ou com o menor desgaste possível na hora de executar a pesquisa.

Isso quer dizer sem problemas logísticos ou metodológicos de qualquer ordem.

Se o planejamento foi bem-sucedido, provavelmente essa parte transcorrerá sem problemas, ou seja, você não contará com imprevistos para executar a pesquisa científica.

Ela se inicia após a aprovação de um comitê de ética formado por uma banca examinadora.

Divulgação

Após finalizar a pesquisa, ela deve ser publicada.

Para isso, você deve escolher uma revista que seja referência em pesquisa científica.

Geralmente isso é feito de acordo com a orientação do professor que acompanhou você na pesquisa.

Por isso, é fundamental ser cadastrado no currículo Lattes, ele é a forma de comprovação do seu percurso e produtividade acadêmica, qualquer coisa que você publique deverá constar na plataforma Lattes.

Existe alguma plataforma confiável de trabalhos acadêmicos?

Sim, existe. Uma boa plataforma de artigos científicos é a Scielo.

O site é uma ampla biblioteca digital de livre acesso, ali você pode verificar diversos trabalhos acadêmicos por assunto ou autor.

Certamente é uma ferramenta eficiente e segura de pesquisa. Você pode conferir a página do site nesse link.

Caso você queira alargar seu horizonte de expectativas sobre pesquisa acadêmica, não deixe de acessar o site.

O que deve conter em uma pesquisa científica?

Agora que você sabe mais sobre a pesquisa, é importante que você tenha claro em mente algumas questões relevantes, que são fundamentais na sua produção acadêmica.

Portanto, a sua pesquisa científica deve conter os seguintes itens básicos:

  • Introdução– É basicamente a apresentação do trabalho e qual a finalidade da pesquisa;
  • Objeto– Consiste no problema que será investigado na pesquisa;
  • Metodologia – Consiste na forma que foi conduzida a pesquisa;
  • Bibliografia – Essa é a parte que descreve os autores e livros usados para elaborar realizar a pesquisa.

Quais as características do conhecimento científico

Existem algumas características que são notáveis na produção do conhecimento científico. Portanto, você deve compreender que ele é de suma importância tanto para a sociedade, quanto para o meio acadêmico.

Ao elaborar a pesquisa científica é obrigatório saber quais são os pilares que sustentam a a consagração de uma pesquisa científica.

Sendo assim, uma pesquisa científica tem um caráter objetivo, isso quer dizer que trata daquilo que é real, ou seja, aquilo que é observável.

É também racional, pois não se chegou a um resultado através de formas intuitivas, mas amparadas através da ciência e da razão. Isso quer dizer que, ao ser racional, o charlatanismo não tem vez.

Uma pesquisa científica também deve ser sistemática, isso quer dizer que é uma forma organizada de construir ideias e conceitos.

Deve ser também verificável, dessa forma as fontes e as discussões presentes na pesquisa podem ser acessadas, assim é possível verificar a veracidade dos conteúdos abordados.

Além dessas questões, uma produção científica ou conhecimento científico é também falível.

Isso quer dizer que está sujeito a falhas e erros. Portanto, não há verdade absoluta em uma pesquisa científica, isso permite que posteriormente seja corrigido qualquer equívoco e reconheça o amplo avanço do debate científico.

Diferença entre senso comum e conhecimento científico

A partir dessas explanações sobre a pesquisa científica, é importante que você saiba que existem duas vertentes antagônicas, sendo uma delas importante para o meio acadêmico e sociedade e a outra é dotada de aspectos negativos por onde circula.

O conhecimento científico é a vertente que traça novos caminhos e está inclinado a entender todos os processos e etapas de uma ideia, ele utiliza como premissa os métodos científicos.

Dessa forma, ele tem uma ampla base teórica que fundamenta os argumentos utilizados na elaboração de um experimento ou difusão de uma pesquisa no meio acadêmico. Sendo assim, traz impactos positivos para a sociedade.

Em contrapartida, o conhecimento do senso comum é completamente descartável tanto na academia, quanto na sociedade, pois ele não traz nenhuma fundamentação ou possibilidade de comprovação através da verificação de fontes fidedignas.

Isso que dizer que as argumentações dessa vertente estão embasadas em meios que não podem ser comprovados cientificamente. Desse modo, empobrecem o conhecimento na sociedade, ou seja, são irrelevantes para qualquer tipo de produção científica.

Agora que você sabe mais sobre pesquisa científica, certamente ficou mais fácil de identificar as premissas básicas para começar a produzir conhecimento científico.

Para isso, tenha em mente que produzir conhecimento desse porte é preciso aprofundamento nas leituras e nos estudos. Desse modo, você estará capacitado a buscar excelência nas produções acadêmicas.

Se você gostou desse conteúdo e quer se informar mais sobre educação, não deixe de acessar o blog Vai de Bolsa.